Sadismo

Tendência a obter satisfação sexual ou prazer causando dor, sofrimento ou humilhação a outros. O termo sadismo é derivado dos relatos eróticos do Marquês de Sade.
Donatien Alphonse François de Sade, o Marquês (2 de junho de 1740 - 2 de dezembro de 1814) foi um aristocrata e escritor francês conhecido popularmente pelo desenfreio do seu estilo de vida e sua sexualidade; particularmente por suas novelas eróticas provocadoras que descrevem fantasias sexuais de caracter violento, com muita humillhação, agressão e blasfêmia. As obras de Sade têm sido vistas como um exemplo de liberdade sexual e política, embora alguns acadêmicos digam que, na verdade, refletem a realidade da corte sensorialmente ensandecida da França do século XVIII.
Em 1784, prisioneiro da Bastilha de Paris, escreveu Os 120 dias de Sodoma, um clássico. Em 2 de abril de 1790 foi liberado do manicômio dr Chareton. No ano seguinte, aos 51 anos de idade, Sade publicou Justine. Enquanto Justine desvia do mal, a irmã Juliette desfruta dos prazeres sádicos.
Entre suas novelas se destacam: Os 120 dias de Sodoma (1785), Justine (1791), A Filosofia da Alcova (1795) e Juliette (1797).
Uma amostra? Dá uma olhada em "O Corno de Si Próprio e Outros Contos".

Nenhum comentário:

Dommenique Luxor. Tecnologia do Blogger.