Justine

Justine é a obra mais famosa de Sade. O Marquês escreveu a primeira versão na Bastilha e terminou na liberdade. Justine (que se materializou em várias versões de romance, ocupando muitos volumes), a ingênua defensora do bem, que sempre acaba sendo envolvida em crimes e depravações, terminando seus dias fulminada por um raio que a rompe da boca ao ânus quando ia à missa.

O livro relata vida sexual de uma menina dos seus 12 anos aos 26, submetida a constantes abusos, orgias intermináveis e castigos. É acusada injustamete de roubo - motivo pelo qual acaba na prisão, mas da qual escapa depois de um tempo. Em busca de um trabalho, cai nas mãos de pervertidos que se aproveitam dela. Segundo a filosofia de Sade, "Deus" é o mal; e as desgraças que Justine sofre são a consequência da negação dessa verdade. Não por acaso, tal é o título: Justine Ou os Infortúnios da Virtude.

Nenhum comentário:

Dommenique Luxor. Tecnologia do Blogger.